Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Quinta-Feira,
26 de Abril de 2018




Trabalhe Conosco
Vida em Família

Dois estudos comprovam que Filhos de pais que brigam tem comportamento de risco e o outro mostra que as crianças que jantam com os pais tem notas melhores. Mais uma vez fica evidente que o amor é a solução para todos os males

São Paulo, 27 de Julho de 2009

FAMÍLIA
Michelson Borges (blog)

Filhos de pais que brigam têm comportamento de risco

Crianças que vivem em casas onde o ambiente é hostil têm maiores chances de se envolverem com drogas e se tornarem sexualmente ativos ainda muito jovens, de acordo com uma pesquisa. Também se constatou que elas têm um terço a mais de chances de se tornarem alcoólatras, em comparação a crianças criadas por pais solteiros. O estudo realizado por Kelly Musick, da Universidade Cornell, em Nova York, mostrou que crianças criadas em lares violentos têm maiores riscos de terem problemas mentais, comportamentais e de relacionamento. O estudo chegou à conclusão de que crianças criadas em lares mais tranquilos, apenas com o pai ou a mãe, têm melhores chances de ir bem na escola, em comparação com aquelas criadas em lares conflituosos.

Uma em cada cinco crianças de famílias infelizes afirmaram ter feito sexo antes dos 16 aos, e a mesma porcentagem registrou morar com um companheiro aos 21 anos. Quase uma em cada dez pessoas tiveram filhos fora do casamento.

“Nossos resultados mostram claramente que, embora as crianças tendam a ter vidas melhores com os pais casados, as vantagens de viver com eles não são adequadas a todas as crianças”, afirma Musick. O estudo utilizou dados de entrevistas feitas com quase duas mil famílias, e estudou crianças desde os quatro até 34 anos de idade.

Crianças que jantam com pais têm notas melhores

Um estudo britânico afirma que crianças inglesas que sentam à mesa junto com os pais todas as noites para jantar obtêm notas melhores na escola do que as demais. O levantamento intitulado "As atividades e experiências das crianças de 16 anos na Inglaterra em 2007", publicado pelo departamento de Crianças, Escolas e Família do governo britânico, foi feito com 20 mil alunos ingleses. "Há uma forte relação entre refeições regulares à noite com a família e o desempenho no GCSE (os exames escolares feitos por todos os secundaristas na Grã-Bretanha)", afirma o relatório. "Metade dos que quase sempre têm uma refeição com a família à noite obtiveram nota 8 ou superior no GCSE, comparado com quase um terço das crianças que quase nunca têm (refeições com a família à noite)."

As estatísticas indicaram que uma boa relação dos filhos com os pais tem resultado direto no desempenho escolar. A pesquisa sugere ainda que as crianças que têm limite de horário para sair à noite têm desempenho melhor na escola. Segundo os dados, 60% das crianças com notas altas tem hora determinada pelos pais para voltar para casa. (...)

(BBC Brasil)

Para acessar o blog do Jornalista Michelson Borges clique aqui: http://www.criacionista.blogspot.com/


  Envie a um amigo

 Veja também
  O amor não tira férias
  Encontro de Louvor em Família
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial