Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Quarta-Feira,
18 de Julho de 2018




Trabalhe Conosco
Apreendendo com a música

Às vezes ouvimos uma música uma única vez no dia e ela fica o dia todo na nossa mente...

São Paulo, 25 de maio de 2009

MÚSICA
*Erica Pereira

Música é uma linguagem universal, usada para a comunicação, inspiração, educação, entretenimento e o melhor, consegue mudar o humor das pessoas que estão tristes ou nervosas. Quem não se lembra de músicas que aprendeu na infância? "Meu lanchinho, meu lanchinho, vou comer, vou comer, pra ficar fortinho, pra ficar fortinho e crescer, e crescer."

Às vezes ouvimos uma música uma única vez no dia e ela fica o dia todo na nossa mente. As propagandas, por exemplo, há muito vêm utilizando técnicas musicais. Os jingles são criados especificamente para nos lembrar dos produtos. Se pensarmos no poder que a música exerce sobre a nossa mente, notaremos que podemos usar música também para ensinar.

Na educação, está comprovado que este é um dos melhores métodos de aprendizagem. Aprender com música é muito efetivo, pois estimula a função cognitiva, o corpo, a emoção e a audição.

Para os professores de línguas estrangeiras, a utilização de músicas no ensino o torna mais fácil, principalmente quando se acredita que a tradução não é necessária para transformar informações em conhecimentos de forma significativa. Segundo a teoria de Krashen, na qual o filtro afetivo é o primeiro obstáculo, a motivação do aprendiz é que regula e seleciona os modelos de língua a serem aprendidos, bem como a ordem de prioridade e a velocidade na aquisição do idioma.

Vygotsky também enfatiza que os nossos pensamentos são frutos da motivação. Ao sentirmos necessidades específicas, desejos, interesses ou emoções, somos motivados a produzir pensamentos. Trazendo isto para a aquisição de uma língua estrangeira, logo chegamos à conclusão de que é necessária uma motivação intrínseca para que o sujeito sinta maior afinidade e interesse por ela.

Dessa maneira, podemos dizer que a música e o uso de jogos lúdicos estão ligados diretamente à motivação e autoconfiança. Além de ensinar, as músicas ajudam os professores a manter a disciplina em sala de aula. Quando as crianças estão agitadas, por exemplo, podemos cantar uma música para acalmá-las; ou se as crianças estão muito "paradas" podemos cantar para despertá-las.

As crianças aprendem mais rápido com músicas. Ajudam os alunos a se lembrar da linguagem facilmente, independentemente do foco do professor, gramática ou vocabulário. Através da música, o professor pode começar a aula para apresentar um tema novo, terminar outro, ou simplesmente utilizá-la no meio de um projeto para enfatizar determinado assunto. Algumas músicas são divertidas e quanto mais os professores se interessam pela música, mais os alunos se sentem motivados. Dessa forma, alunos mais tímidos tendem a ter maior participação na aula. As músicas também são ótimas para fazer apresentações de final de ano, em festas ou reuniões de pais.

Mas como atingir os objetivos linguísticos? O professor, antes de elaborar alguma atividade com música para ensinar uma língua estrangeira, tem que se perguntar: o significado da música ficou claro? Compreendeu a letra da música e pesquisou o vocabulário novo antes de aplicar a atividade? Outras questões: a compreensão e o vocabulário são fáceis de lembrar? Vai ser significativo para o meu aluno? Esta música está adequada para a idade, a série do aluno, o contexto a ser ensinado? O vocabulário da música será usado em outras situações dentro e fora da sala de aula?

A utilização de músicas para ensinar inglês promove a prática do vocabulário ativo, aquele que é adquirido através da fala. O que ocorre é que os alunos de inglês desenvolvem com muita rapidez o vocabulário passivo, que é resultado de muitas atividades de listening e reading, mas o vocabulário ativo, dependendo da metodologia utilizada, é deixado de lado.

Para auxiliar seu aluno a adquirir as quatro habilidades de uma língua (ouvir, falar, ler e escrever), elabore atividades com músicas. Transforme sua aula num momento de aprendizado lúdico, dinâmico, motivador e significativo para seus alunos! Você e eles não irão se arrepender! Pode apostar!

* Erica Pereira é pedagoga e coordenadora de Língua Inglesa do projeto educacional Planeta Educação em Caçapava (SP)


  Envie a um amigo

 Veja também
  Um tempo para ouvir
  Lições de Susan Boyle
  Vitamina C e Gripe: desinformação leva a uso indevido
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial