Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Quarta-Feira,
18 de Julho de 2018




Trabalhe Conosco
A MISSÃO NÃO PODE ESPERAR

29/12/2007 07:12:55 - Correio Popular - SP

CLIPPING
Rogério Verzignasse
rogerio@rac.com.br

Que a noite de segunda-feira seja marcada com um brinde ao compromisso. Que cada humano abrace a missão de trabalhar por um ano novo feliz para todos os habitantes do planeta.

O momento de reflexão no final de 2007 foi provocado por um texto primoroso que li na publicação Sinais, editada pela Igreja adventista do Sétimo Dia.

A revista me alertou. E eu tomo agora a liberdade de reproduzir nesta coluna números e fatos alarmantes, que justificam minhas opiniões pessoais. Compartilhem comigo:

Jamais, em todas as eras, aconteceram tantas catástrofes naturais. O aquecimento global (alardeado pelos cientistas há anos) espalha pela Terra centenas de desastres que podiam ser evitados se, ao menos, tivéssemos sido ambientalmente responsáveis. Secas, tornados, inundações, temporais e terremo tos transformam a vida de milhões de pessoas, continentes afora.

A temperatura média global, que subiu um grau em pouco mais de um século, é a responsável por transformações perceptíveis em uma única geração.

Os animais mudam suas rotas migratórias, faz frio em meses tradicionalmente quentes; faz calor no Inverno. Houve episódios marcantes nos últimos anos. A tsunami deixou centenas de milhares mortos ou desabrigados na Ásia. Um furacão transformou Nova Orleans em ruínas.

A intromissão criminosa do homem, explorando sem controle os recursos naturais, acaba com as fontes de água limpa, aumenta a poluição, e nos faz traçar previsões catastróficas para um futuro próximo.

Hoje, as emissões de carbono que alteram o efeito estufa produzem tempestades que arrasam requintadas aldeias na Suíça ou na Alemanha. A escassez de água potável, pasmem, já atinge 2 bilhões de pessoas no mundo.

A cada ano, são despejadas 30 bilhões de toneladas de lixo no planeta. E, no mesmo período, são devastadas vegetais equivalentes ao Estado do Mato Grosso.

Nobres, precisamos reverter o quadro. Ou a própria raça humana será dizimada. Estamos usando indevidamente a inteligência que recebemos de Deus. Se gastam milhões de dólares com a manutenção o de arsenais nucleares, enquanto milhões de humanos morrem de fome ou de malária nas tribos. Ao invés de inventarmos remédios, inventamos bombas.

E não pensem que o desrespeito ambiental está limitado aos ianques (históricos opositores dos tratados ambientais do planeta). O Brasil, nobres, está entre os cinco países que mais emitem gases nocivos à atmosfera. É, fazemos companhia aos superpopulosos China, Indonésia, EUA e Rússia no ranking nefasto da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fruto do egoísmo, que entope de carros as ruas e devasta a mata nativa. Fruto da incompetência de políticos, que permitem que as cidades inflem com favelas, habitadas por multidões miseráveis, sem a menor infra-estrutura urbana.

Cada vez mais, cresce o abismo que separa pobres e ricos. Diferença que incentiva a violência, que se traduz em ódio e em mortes.

Meus nobres leitores, cabe ao cidadão de boa vontade se empenhar para reformar um mundo que nós próprios destruímos.

O apóstolo Pedro já adiantou: os céus passarão com estrepitoso estrondo e os elementos se desfarão abrasados. O consolo é que resta, aos filhos do Pai, a construção de uma nova Terra, onde vai habitar a Justiça (2 Pedro 3: 10-13).

Grande ano, irmãos e Cristo. Vai ser mais um ano de trabalho dedicado.

Rogério Verzignasse é jornalista da Agência Anhangüera de Notícias — AAN
 

 


  Envie a um amigo

 Veja também
  Clipping: Costa Rica News
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial