Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Domingo,
23 de Setembro de 2018




Trabalhe Conosco
O Segredo é outro

 

Por Felipe Aquino

“O Segredo”, livro transformado em filme e que já pode ser alugado em DVD, pretende apresentar à humanidade uma técnica para resolver todos os problemas do ser humano, garantindo vida de rei milionário a quem realmente entender e praticar a mensagem. Falando diretamente aos que vivem dentro de um sistema materialista e não estão acostumados a lançar uma visão crítica antes de tirar conclusões, o livro se tornou um grande sucesso.

Isaac Newton é lembrado levianamente, usando a lei da gravitação universal da atração dos corpos para justificar a atração de tudo o que se deseja: dinheiro, sucesso, casas, carros, fama e tudo o mais. Da mesma forma, os mentores do Segredo apelam à Física Quântica, sem, porém, apresentar uma única prova do que afirmam. Nenhuma equação, nenhuma experiência.

A proposta de O Segredo é a verdadeira felicidade? É fácil entender que a resposta é ‘não’. Se o tal Segredo fosse verdadeiro, ninguém mais precisaria se preocupar em levantar cedo para trabalhar, ou estudar muito para ter um lugar ao sol. Como físico, não vejo a menor lógica em justificar o tal Segredo. Tudo não passa de mera fantasia, sem fundamentos científicos. Se fosse verdade, acabariam todos os problemas da humanidade.  

Ninguém nega que o pensamento positivo é importante, já que predispõe a pessoa a lutar com mais motivação e vontade para vencer. O cristão já tem a sua “Carta da felicidade”, dada por Cristo no alto do Sermão da Montanha, para ser feliz. Jesus ali nos ensina que ser feliz, ser bem-aventurado, não é ser rico materialmente, nem ter o carro do ano, ou a casa da praia ou do campo, nem a mulher mais sexy do planeta. Ser feliz é ser pobre de espírito, é ter um coração para Deus e para os outros, que se torna feliz  na medida em que faz os outros felizes.

A felicidade que O Segredo propõe é ilusória e enganosa. Quanto mais bens materiais acumulamos, mas nos tornamos escravos deles. Felizes são os pacificadores, que lutam pela paz. Desde a paz na família, entre os irmãos, até a paz entre as nações.

Ser feliz é ser misericordioso, complacente com o que erra, saber perdoar, saber esperar, saber entender. Ser feliz é ser manso, é ser puro de coração, é lutar pela justiça, é saber dar a outra face.

Ser feliz não é ter uma vida perfeita, sem dor ou lágrimas, mas saber usar as lágrimas para regar a esperança e a alegria de viver. Ser feliz é saber usar as pedras em que tropeçamos para reforçar as bases da paciência e da tolerância. Não é apenas se encantar com os aplausos e elogios, mas saber encontrar uma alegria perene no anonimato.

Ser feliz não é voar num céu sem tempestade, caminhar numa estrada sem pedras, trabalhar sem fadiga e cansaço, ou viver relacionamentos sem decepções; é saber tirar a alegria de tudo isso e apesar de tudo.

Ser feliz não é só valorizar o sorriso e a festa, mas saber também refletir sobre o valor da dor e da tristeza. Não é só se rejubilar com os sucessos e as vitórias, mas saber tirar as grandes lições de cada fracasso amargo. Ser feliz é não se decepcionar e nem desanimar com os obstáculos e dificuldades, mas usá-los para abrir as janelas da inteligência e modelar a maturidade.

Ser feliz é jamais desistir de si mesmo e das outras pessoas. É jamais desistir de ser feliz; vivendo e crendo que a vida é um espetáculo e um banquete. Ser feliz é crer que há pessoas esperando o seu sorriso e que precisam dele. É saber procurar o que há de bom em tudo e em todos, antes de ver os defeitos e os erros.

Ser feliz é não fazer dos defeitos dos outros uma distância, mas uma oportunidade de aproximação e de doação de si mesmo. É saber entender as pessoas que pensam diferentemente de nós e saber ouvi-las atentamente, sem agredir com palavras. Ser feliz é ter coragem de ouvir um ‘não’ e continuar a caminhada sem desanimar e desesperar. É ser capaz de recomeçar de novo quando se errou o caminho. É acreditar que a vida é mais bela do que suas dores, desafios, incompreensões e crises.

Ser feliz é cultivar muitas amizades, é não ter inveja e saber se contentar com o que se tem. É saber aproveitar o tempo que passa e não sofrer por antecipação o que ainda não aconteceu. É saber valorizar a vida que Deus nos deu acima de tudo.

Ser feliz é saber chorar com os que choram, sorrir com os que sorriem, rezar com os que rezam. É saber discordar sem ofender e recusar-se a falar das faltas dos outros. Ser feliz é saber respeitar os sentimentos dos outros e não magoar ninguém com gracejos e críticas ácidas. Ser feliz é não deixar que a tristeza desmereça o sorriso e não permitir que o rancor elimine o perdão. Ser feliz é amar a Deus e ao próximo.

 


  Envie a um amigo

 Veja também
  Graças a Deus - e não a Darwin
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial