Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Domingo,
25 de Fevereiro de 2018




Trabalhe Conosco
Editora Globo premia ganhadora do Projeto Generosidade

Durante almoço no prédio da Editora Globo, em São Paulo, Alcione Albanesi, fundadora da Amigos do Bem, que desenvolve trabalhos sociais em Pernambuco,  recebeu o cheque no valor de R$100 mil
 


TERCEIRO SETOR
Lucia Faria Assessoria de Comunicação
Kassia Dell’ Agnolo

Editora Globo premiou a vencedora do Projeto Generosidade, no dia 13 de agosto, uma iniciativa que publicou uma série de reportagens em todas as revistas da editora sobre a trajetória de brasileiros que estão ajudando a mudar a cara do país. A paulista Alcione Albanesi, fundadora do grupo Amigos do Bem – Instituição Nacional Contra a Fome e a Miséria no Sertão Nordestino – foi a grande vencedora e recebeu um prêmio de R$ 100 mil para investir no projeto social sob sua responsabilidade.

O grupo desenvolve um trabalho na Serra do Catimbau, a 285 km de Recife, uma região com 62.300 hectares que abrange as áreas municipais de Buíque, Arcoverde e Tupanatinga, e foi criada com o objetivo de preservar o patrimônio natural e promover o turismo ecológico.

Os Amigos do Bem, que conta atualmente com 5 mil voluntários, iniciou suas atividades no Natal de 1993, quando Albanesi reuniu um grupo de amigos da empresa que preside para arrecadar fundos e levar mantimentos, roupas e brinquedos para as famílias pobres do sertão nordestino. Naquele ano, o grupo entregou 1.500 cestas básicas e de lá para cá nunca mais pararam.

Depois de conhecer de perto a história de muitas famílias do local, Albanesi notou, porém, que bancar o Papai Noel somente não bastava. Assim, em julho de 2005, os Amigos do Bem fundaram a Vila Agrícola do Bem/ Unidade Catimbau, em uma área de 400 hectares comprada com recursos próprios para gerar trabalho, renda, e garantir a sustentabilidade das famílias. A vila conta com saneamento básico, eletrificação, sede administrativa, escola, padaria, farmácia, mercearia, consultório médico e odontológico, telefone público, ambulância de plantão, horta comunitária e 60 casas mobiliadas, com água quente, luz elétrica e enxoval completo de cama, roupa e banho.
 
Sobre o Projeto Generosidade
 
Durante seis meses, as revistas da Editora Globo contaram a trajetória de brasileiros que estão fazendo a diferença. Foram quase cem reportagens sobre esses heróis anônimos e suas ações de ajuda ao próximo. As histórias foram selecionadas, na primeira fase, pelos jornalistas da Editora Globo, e depois por um júri de especialistas na área social, convidados a eleger os dez finalistas. Mais de 500 leitores também transcreveram no site as suas próprias histórias do bem.

As melhores histórias concorreram, em votação popular  com duração de três semanas, feita por meio do site da revista Época, ao prêmio de R$ 100 mil para investimento e apoio aos empreendedores sociais. A votação foi auditada pela Ernst & Young e teve 25.500 votos. Alcione Albanesi e os Amigos do Bem receberam mais de 10 mil votos dos leitores.

Na foto, o presidente da Editora Globo, Juan Ocerin e o Diretor Editorial Paulo Nogueira entregam o cheque para Alcione Albanesi

Conheça um pouco mais sobre os outros nove finalistas do Projeto Generosidade:

Bianca Carvalho (Mundo Novo da Cultura Viva) – Criou a ONG Mundo Novo da Cultura Viva, em Mesquita, na Baixada Fluminense e oferece educação e cultura a mais de cem crianças e à noite, alfabetiza adultos. Com a premiação construirá sede própria, em terreno que já foi doado ao projeto, e com isso ampliaria o número de pessoas atendidas.

Cybele Amado (Projeto Chapada) – Criou um método que quadruplicou os índices de alfabetização e reduziu em mais de quatro vezes a evasão escolar no interior da cidade de Caeté-Açu na Bahia. Com os R$ 100 mil, enviaria sete bibliotecas itinerantes com 30 livros cada para as 26 cidades, nas quais mantém uma rede de formação para mais de 5 mil professores.

Domingos Tótora (Cooperativa Mariense de Artesanato) – Fundou a Cooperativa Mariense de Artesanato na cidade de Maria da Fé, sul de Minas Gerais que reúne 112 artesãos. Usaria o prêmio para construir um pólo de artesanato, agregando todos os artesãos que hoje trabalham em suas casas ou em pequenas oficinas e pagam aluguel.

Elaine Rodrigues (Projeto Comunicar) – Irmã mais nova de um deficiente auditivo aprendeu a Língua Brasileira de Sinais (libras) e ensina português a 40 surdos adultos em São José dos Campos, São Paulo. Pretende, com a premiação, comprar um espaço, ampliar o atendimento e criar uma escola para crianças com cursos e atividades recreativas.

Evando dos Santos (Biblioteca Comunitária Tobias Barreto Menezes) – Transformou sua casa na Vila da Penha, Rio de Janeiro, na Biblioteca Comunitária Tobias Barreto de Menezes que abriga um acervo de 40 mil livros. Com o prêmio, compraria livros para regiões carentes do país e ajudaria a fundar novas bibliotecas comunitárias entre outras atividades.

Joás Brandão (Grupo Ambientalista de Palmeiras) – É fundador do Grupo Ambientalista de Palmeiras (GAP), a primeira brigada de incêndio da Chapada Diamantina, responsável pela preservação do Morro do Pai Inácio e pelo horto florestal de onde saíram 650 mil mudas para reflorestar áreas queimadas. Usaria os R$ 100 mil para ampliar o projeto de preservação além de promover ações socioculturais na região.

Luiz Andrade da Silva e Tatiana Piccardi (Ahpas) – Depois de perder a filha Helena com cinco anos, vítima de um tumor cerebral, o casal criou a Associação Helena Piccardi Andrade Silva, que garante transporte especializado para crianças e adolescentes de São Paulo durante o tratamento do câncer. Com o prêmio, comprariam mais veículos, o que triplicaria o atendimento de 20 para 60 vagas.
Tereza Padilha (Associação Artística Mapati) – Criou a Associação Artística Mapati que oferece cursos culturais e inclusão digital para adolescentes das escolas públicas das cidades-satélites de Brasília e de municípios pobres do Distrito Federal, após perder um filho, aos 2 anos, com meningite. Com a premiação, pretende criar um espaço cultural com oficinas profissionalizantes para os jovens e apresentar espetáculos teatrais para a comunidade.

Vera Cordeiro (Associação Saúde Criança Renascer) – A médica criou o Associação Saúde Criança Renascer, que arrecada alimentos e remédios para as crianças, consegue emprego para pais e mães e faz reparos emergenciais na casa da família. Pretende usar 60% do dinheiro em remédios e equipamentos médicos e o restante nas atividades de apoio, que fazem o projeto funcionar no dia-a-dia.
 
Para ler as reportagens completas basta acessar o site de Época e entrar no link "Projeto Generosidade" ou pelo endereço:
www.editoraglobo.com.br/generosidade
 


  Envie a um amigo

Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial