Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Quarta-Feira,
25 de Abril de 2018




Trabalhe Conosco
Estudantes recebem orientações sobre carreiras e cursos na Advest 2007

clique aqui para ver as fotos


Simpósio de vestibulandos Adventistas atinge o dobro de participantes em sua 2ª edição

 

São Paulo, 03 de setembro de 2007

EDUCAÇÃO
Por Dayane Garcia

Muita animação marcou a Advest 2007 que aconteceu no último domingo, 2 de setembro, nas instalações do Colégio Adventista de Interlagos.  O simpósio, que é voltado para os pré-vestibulandos do ensino médio dos Colégios Adventistas da zona Sul de São Paulo, teve a presença de cerca de 2 mil visitantes - o dobro da primeira edição, realizada em 2006.

Organizado pela direção geral dos Colégios Adventistas da região, o evento contou com a participação de 20 universidades, entre públicas e particulares, que, além de disporem de stands com informações sobre cursos, ofereceram workshops e palestras para os estudantes que num bate-papo descontraído, puderam conhecer mais da carreira que pretendem seguir. A cada 35 minutos recomeçava a série de workshops.

Das 20 universidades, 16 realizaram um mini-cadastro dos alunos que isentará o estudante da taxa do vestibular, como explicou o coordenador do evento, professor Josias Coutini. “As universidades vão bater o martelo na inscrição de todos os alunos. O aluno não precisa procurar a faculdade, basta preencher o cadastro com as informações corretas que a faculdade entrará em contato”, complementou Coutini.

Além de palestras e workshops os pré-vestibulandos participaram de espaços temáticos que discutiram desde temas freqüentes no vestibular como Literatura, vivenciada entre as instalações do Romantismo, Modernismo e Realismo, até segmentos de profissões, como o espaço da Aviação Civil que dispôs um simulador de vôo trazido pela Universidade Anhembi Morumbi, que também trouxe uma oficina de moda e customização, uma das mais concorridas do evento que também apresentou a arte como uma profissão lucrativa. “Nosso objetivo é levar os alunos ao mundo da criação na moda, é importante que eles criem em cima de uma peça já existente e desenvolvam a criatividade pra ter um produto inovador dentro do mercado”, comentou a designer de moda Sofia Escalope.

A Advest faz parte do programa de educação da rede Adventista de Ensino na região Sul de São Paulo, que, segundo a coordenadora da rede, professora Eni Thames, ao perceber a carência de informações sobre vestibulares e carreiras que os alunos formandos tinham, preparou uma grade curricular direcionada para a escolha profissional com mais aulas de orientação vocacional, adoção de guias de orientação e a realização da Advest, proporcionando contato direto com a universidade e os profissionais do meio.

Não só alunos de Colégios Adventistas participaram da Advest. O evento foi aberto também à comunidade e às escolas públicas da região. “Muitos alunos da rede pública estão aqui usufruindo dos mesmos workshops, serviços e informações que os nossos alunos. Isto é muito gratificante para nós”, comentou Coutini, coordenador do evento. Segundo a diretora geral da rede, professora Cristina Banhara, o objetivo “não é ficar limitado aos portões da escola, queremos também atingir aqueles que não têm oportunidade de participar de um evento como este.”

O evento terminou com a palestra do escritor e psicólogo Leo Fraiman, criador do método Leo Fraiman de OPEE (Orientação Profissional, Empregabilidade e Empreendedorismo). Fraiman deteve a atenção dos alunos por uma hora e meia, através de uma palestra bem humorada que, além de quebrar paradigmas sobre a escolha da profissão, apresentou dicas e noções de trabalhabilidade e empreendedorismo. Fraiman comentou sobre a iniciativa da rede de fazer a Advest e declarou que “este trabalho de orientação, sobremaneira numa rede como a Adventista, é muito gratificante porque eu percebo que existe uma comunhão muito forte de valores e princípios que casam totalmente com a missão da própria escola. A formação de base, os valores, os princípios da educação, essa comunidade que de fato é efetiva por si só é um fator de empregabilidade” concluiu.

A parceria entre rede de ensino, expositores e alunos foi lucrativa para todos, já que uma geração mais confiante e informada dará o primeiro passo para o mercado de trabalho. “A nossa rede ganha por mostrar o valor que damos ao aluno, o alicerce que temos para vê-lo aprovado. O aluno ganha com a informação. Ele não tem dúvida, não vai fazer dois anos de cursinho. Já vai prestar vestibular assim que sair do médio, e as universidades ganham por ver os alunos que os esperam”, declarou Coutini.

Saiba mais sobre escolha da carreira, empreendedorismo estudantil, e empregabilidade numa entrevista exclusiva com o criador do método OPEE, o psicoterapeuta Leo Fraiman

Confira entrevista completa com o jovem Josias Coutini, criador do Advest


  Envie a um amigo

 Veja também
  Curso de capacitação profissional para marketing e vendas
  Senai oferece cursos técnicos gratuitos
  JUVENTUDE SEM ESPERANÇA
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial