Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Domingo,
22 de Julho de 2018




Trabalhe Conosco
Press Kit da Campanha Quebrando o Silêncio

Querido colega da redação,
 
Meu nome é Débora Carvalho e envio release de divulgação da 7ª edição da campanha Quebrando o Silêncio, que traz informações para toda a população sobre prevenção, não tolerância, dicas de como obter ajuda de instiuições, e como orientar as crianças para evitar situações de abuso.
Nos links do texto, informações mais completas sobre a campanha cujo tema pode ser do interesse da sua editoria conforme o gancho e foco do seu veículo.

Estamos à disposição para dar todo o apoio para a produção da sua pauta. Temos 
profissionais e personagens à disposição para entrevistas, bem como o material impresso da campanha que pode ser enviado para sua avaliação (basta solicitar e enviar o endereço para correspondência).

Abs, segue release com mais informações.

CAMPANHA QUEBRANDO O SILÊNCIO PRETENDE PREVENIR ABUSO E VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

VIOLÊNCIA INFANTIL É FOCO DA 7ª EDIÇÃO DA CAMPANHA MUNDIAL QUE SERÁ LANÇADA NO DIA 26 DE AGOSTO PELA IGREJA ADVENTISTA


A edição 2007 da campanha Quebrando o Silêncio, lançada no País pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, traz como material de apoio o projeto Eu Quero Paz, da Turma do Nosso Amiguinho, e outros materiais da Casa Publicadora Brasileira (CPB), que concorre ao prêmio Mídia da Paz 2007.

Na região Sul de São Paulo, a campanha de prevenção será lançada no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp-SP), por ocasião do Congresso da Mulher 2007, que leva o tema Toque uma Vida.

O projeto é direcionado às crianças, que podem ser vítimas de qualquer tipo de violência, seja 
ela física, sexual ou mesmo psicológica. "A idéia é informá-las sobre seus direitos, a fim de que saibam impor limites para não ficarem sujeitas e vulneráveis aos agressores. Nossas crianças precisam saber se defender", diz a diretora do projeto na região, Rosemari Tavares de Oliveira. Rosemari também é líder dos Ministérios da Criança e Adolescentes da igreja adventista nessa região.

A campanha começa no dia 26 de agosto e dura o ano todo, até o próximo lançamento que sempre traz dados atualizados e dicas contextualizadas. "Muitos materiais e palestras serão oferecidas para combater estes atos tão malignos”, diz a líder da campanha.

Estatísticas

Um estudo global da ONU sobre a violência contra a criança, divulgado em 2006, mostra que os atos violentos são cometidos dentro de casa, nas escolas, em instituições e pela internet. Pesquisas apontam
a própria família com maior índice de agressão: pai 25% dos casos, mãe, 50%, parentes, 13%. As pesquisas também apontam que quem revela os abusos são na maioria a comunidade ou pessoas desconhecidas da pessoa agredida. "A família esconde, porque na maioria das vezes o agressor é o provedor, é quem traz comida pra dentro de casa. Se denunciarem, vão viver do quê? Agem assim porque têm medo de enfrentar a vida sozinhas", explica Rosemari.

Três em cada dez homens e mulheres já sofreram algum tipo de abuso sexual durante a infância. A maior parte das vítimas são meninas, abusadas por pessoas próximas. Neste contexto de intolerância e preconceito, crianças e adolescentes são as principais vítimas. Os dados são alarmantes: 150 milhões de meninas violentadas, 73 milhões de meninos violentados e 8 milhões de jovens vivem fora de casa acolhidos em instituições.

Em algumas instituições, segundo pesquisa recente da ONU, 25% dos funcionários agridem as crianças com as mãos, batem com a cabeça delas contra a parede, põem sacos na cabeça delas e ou as trancam em salas. Além da agressão física e psicológica, a internet também contribui para a violência, sendo um contato fácil para o aliciamento de menores - o que preocupa autoridades e especialistas pela dificuldade de ser combatido.

(Clique aqui e veja dados da Unicef)

(
Clique aqui e veja alguns vídeos da campanha)

(Release da campanha em Goiás)

Campanha mundial

A campanha Quebrando o Silêncio, é uma campanha mundial, com participação de todas as igrejas adventistas nas comunidades onde estão presentes. Além da prevenção para os problemas relacionados às crianças, também aborda a violência contra a mulher.  “Esse é um problema mundial que deve ser considerado um tema de grande preocupação de todos os poderes. Não conseguimos resolver, apenas instituindo leis, estatutos ou campanhas sem uma conscientização da sociedade. É importante todos atentarem para este problema tão grave e sério”, diz Rosemari.

“As igrejas estão trabalhando com a comunidade em pról das nossas crianças e adolescentes,” afirma a coordenadora da campanha na região. Diversos setores das instituições adventistas colaboram para o sucesso do projeto, como a CPB, que publicou revistas e folhetos com o título Quebrando o Silêncio, cujo conteúdo informa e motiva as famílias. A Turma do Nosso Amiguinho produziu  CD e DVD em parceria com a rede Novo Tempo de Televisão.

No kit Eu Quero Paz, do Nosso Amiguinho, um site com conteúdo informativo para a prevenção, onde as crianças encontram conselhos, dicas e jogos educativos contra a violência.

O site www.nossoamiguinho.com.br/euqueropaz concorre ao prêmio Mídia da Paz.

Existe um Disque-denúncia nacional para casos de abuso a criança ou adolescente: o número do telefone é 100. (Clique aqui e veja mais informações sobre o Disque-denúncia).


Endereço do lançamento em São Paulo: Unasp - Estrada de Itapecerica da Serra, 5859, próximo da 47ª DP. 




CONTATO PARA IMPRENSA
APS - Comunicação

Débora Carvalho
(11) 94593722 / 21281172
imprensa@paulistasul.org.br
debora.carvalho@paulistasul.org.br
www.paulistasul.org.br

 

 

 

 

 


  Envie a um amigo

 Veja também
  CAMPANHA QUEBRANDO O SILÊNCIO PRETENDE PREVENIR ABUSO E VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
  CAMPANHA QUEBRANDO O SILÊNCIO REÚNE 2 MIL CRIANÇAS EM GOIÁS
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial