Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Sábado,
21 de Abril de 2018




Trabalhe Conosco
Diabetes: uma doença que atinge cerca de 7% da população mundial


Conheça os sintomas, os tratamentos e o que as pesquisas indicam como possível caminho de cura para os diabéticos

Saúde

A Diabetes Mellitus, popularmente conhecida por Diabetes, é uma enfermidade decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade desse hormônio exercer adequadamente sua função. Produzida pelo pâncreas, a insulina é fundamental na formação da glicose, principal fonte de energia do organismo. A sua diminuição ou falta causa a elevação da glicose no sangue (hiperglicemia), que caracteriza o Diabetes.

De acordo com a médica Yolanda Schrank, endocrinologista do Delboni Auriemo Medicina Diagnóstica – Diagnósticos da América (Dasa), existem dois tipos de diabetes. O tipo 1, na maioria das vezes, acomete jovens e é causado pela produção insuficiente da insulina. Já o tipo 2, responsável por 90% de todos os casos registrados da doença, é mais freqüente em adultos, muito deles obesos. Nesse caso, o organismo pode produzir alguma quantidade de insulina, mas ela não consegue agir adequadamente para exercer a transformação da glicose em energia, geralmente devido ao aumento da resistência periférica à ação do hormônio. 

“O Diabetes tipo 2 é bem mais comum, pois é o resultado dos fatores genéticos e ambientais, combina o histórico familiar positivo do paciente para a doença com os costumes como inatividade física e alimentação rica em calorias e gorduras. Também há casos de mulheres que desenvolvem a doença durante a gravidez, por isso é necessário um acompanhamento especial”, afirma a Dra. Yolanda.

Os sintomas mais comuns do Diabetes são muita sede, freqüente vontade de urinar, muita fome, cansaço, turvação da visão e emagrecimento. Em alguns casos, no entanto, a doença pode ser assintomática e retardar o diagnóstico e o tratamento. Para o médico determinar que o paciente está diabético é necessário realizar uma avaliação do paciente com base no histórico familiar e de vida, além de um exame físico e testes específicos, como um exame de dosagem da glicose no sangue.

“Para prevenir a doença, os indivíduos predispostos podem optar por hábitos alimentares saudáveis e evitar o sedentarismo. Para o tratamento, os pacientes devem seguir as prescrições médicas. Para Diabetes tipo 1 o controle inclui a utilização de insulina e para os portadores do tipo 2 os especialistas normalmente receitam medicamentos antidiabéticos orais, que podem agir aumentando a produção de insulina, facilitando a ação desta nos tecidos, inibindo a secreção do glucagon (hormônio que aumenta a glicose no sangue) ou diminuindo a absorção dos carboidratos pelo intestino. Em alguns casos, em especial em pacientes diabéticos tipo 2 de longa duração, pode haver a necessidade de introduzir a insulina ao arsenal terapêutico. Tudo deve ser avaliado pelo médico do paciente”, comenta a Dra. Yolanda.

Por necessitar de controle por toda a vida, muitos pacientes não seguem corretamente as prescrições, o que pode causar complicações sérias, geralmente a longo prazo, como danos de disfunção e falência de órgãos, especialmente rins, olhos, nervos, coração e vasos sanguíneos. Como os sintomas evoluem silenciosamente, podem demorar a ser percebidos e, por isso, a avaliação médica periódica é muito importante. “Apesar de todas as pesquisas, a cura para o Diabetes ainda não foi descoberta, mas já existem importantes pesquisas que estudam o transplante pancreático ou de ilhotas pancreáticas, a bioengenharia com células tronco e até um pâncreas virtual e/ou a regeneração de ilhotas pancreáticas”, conclui a médica da Dasa. 

Sobre a Dasa

A Diagnósticos da América S/A é a maior empresa de medicina diagnóstica da América Latina e a quarta maior rede do mundo. Com cerca de 7 mil colaboradores, atende aproximadamente 20 mil pacientes por dia em mais de 240 unidades, processando em média 2,5 milhões de exames por mês. Oferece 3 mil tipos de exames de análises clínicas e diagnóstico por imagem.


Carolina Guerrero


  Envie a um amigo

Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial