Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Segunda-Feira,
10 de Dezembro de 2018




Trabalhe Conosco
Mistura de tabaco e álcool é a principal causa de câncer bucal no Brasil

O câncer de boca inclui os cânceres localizados no lábio e cavidade bucal (mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua oral e assoalho da boca). A radiação actínica (raios solares) é a principal causa de câncer de lábio, sendo o inferior o mais acometido devido a sua exposição direta a estes raios. Entretanto, para os cânceres localizados dentro da boca, dados de uma pesquisa realizada no País, mais de 90% das pessoas fumavam e usavam álcool.

A bebida alcoólica potencializa a ação dos elementos cancerígenos do cigarro, que possui mais de 4.700 substâncias tóxicas, entre elas a nicotina que causa dependência e o alcatrão, que possui 48 substâncias cancerígenas. Este tipo de doença atinge, principalmente, homens com mais de 40 anos. Nos últimos anos, o número de mulheres que fumam e usam álcool tem aumentado, fazendo com que a incidência no sexo feminino cresça rapidamente.

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que cerca de 13.500 pessoas em todo o Brasil devem desenvolver câncer de boca em 2006. A estatística é bem parecida com a de 2005, quando a previsão foi de 14 mil casos.

"Os principais fatores de risco que podem levar ao câncer de boca são vício de fumar cigarros, cachimbos e outros, consumo diário de bebidas alcoólicas e idade superior a 40 anos. Já o câncer de lábio acomete indivíduos expostos à radiação solar (trabalhadores rurais, pescadores e etc)", destaca Fabio de Abreu Alves, diretor do Departamento de Estomatologia do Hospital do Câncer.

Além disso, a doença pode surgir sem manifestar nenhuma sintomatologia dolorosa, normalmente apresentam feridas na boca que não cicatrizam em uma semana; ulcerações superficiais com menos de 2 cm de diâmetro e indolores; manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal, dentre outros. "Por isso, diagnosticar uma lesão ou até mesmo a doença em estágio inicial é muito importante. Isso deve ser feito com ajuda profissional ou através do auto-exame", enfatiza o especialista.

O tema Câncer de Boca será abordado no 25o Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP), que acontece de 27 a 31 de janeiro de 2007, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Dentre as novidades que o evento apresentará nesta edição está o Projeto de Prevenção para Saúde Bucal em Idosos, que integrará a programação do Odontologia Comunidade - programa que forma e capacita crianças e adolescentes para atuarem como Agentes Mirins em Saúde Bucal (AMSB) nas comunidades onde vivem. 
 
Patrícia Ribeiro


  Envie a um amigo

 Veja também
  Fumante há 55 anos sente sabor da comida pela primeira vez
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial