Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Segunda-Feira,
23 de Julho de 2018




Trabalhe Conosco
Trimestral dos MCA lança novos desafios para 2007

clique aqui para ver as fotos

Encontro de capacitação destaca importância de tornar os métodos de ensino contemporâneos

Trimestral – Investimento na comunicação visual e incentivo ao ensino participativo, ao invés da tradicional preleção, foram os destaques do Encontro de Capacitação Trimestral dos Ministérios da Criança e do Adolescente (MCA), para o primeiro trimestre de 2007, nos dias 3 e 10 de dezembro, respectivamente em São Paulo e Registro.

Quase 3 mil professores voluntários participam do encontro que, para melhor atender o público, ocorre nos Colégios Adventistas de Santo Amaro, Capão Redondo e Registro. A enfermeira Patrícia Lemos, participou de uma Trimestral pela primeira vez e está ansiosa para o início das atividades com as crianças do Jardim da Infância. “Vai ser um desafio muito bom. Eu tenho dificuldade para interagir com crianças dessa idade, por isso acho que vou aprender muito, e desenvolver um talento que será útil para a vida”, desabafa a professora que irá atuar no Jardim Dom José.

A dona de casa Luiza Lobo, confirma que ser um professor voluntário do MCA é uma tarefa para ensinar e aprender. “Aprender na prática, fazer de verdade e compartilhar o que se aprendeu, são algumas das coisas que ensinamos e ao mesmo tempo aprendemos com as crianças”, explica a professora que atua em Santo Amaro.

Desde que se deu início à implementação da metodologia de ensino “Elo da Graça”, os MCA buscam tornar o ensino religioso contemporâneo às necessidades das crianças de hoje. É o que explica a professora Catarina Kaiser Alves, professora do MCA há 20 anos. “Tudo mudou. O flanelógrafo, a maneira de trabalhar. A maior dificuldade hoje é manter as crianças sentadas para ouvir histórias. Por isso, o novo método se encaixa com as crianças que são mais agitadas do que antigamente. Utilizamos muito mais recursos visuais, como bonecos e decoração”, detalha Catarina, que atua no Rol do Berço.

Toda essa mudança depende muito do comprometimento do professor, diz Rosiane Cupertino, que há sete anos atua no Jardim da Infância. “Os professores são referência quando falta em casa”, diz.

Segundo a psicóloga Jocilene de Oliveira Santos, palestrante convidada para o evento, o professor infantil precisa desenvolver a observação, a sensibilidade, vencer a timidez e aprender dialogar. “Tudo isso vai ajudar o professor ficar mais próximo do aluno, e a criar oportunidades para atingir os objetivos conforme a necessidade de cada criança. Isso exige conhecer bem cada aluno, e ser simpático, elogiar, incentivar e saber ouvir ajuda nessa aproximação”, destaca a psicóloga. “Esse é o desafio dos professores dos MCA para os próximos trimestres”, conclui.

Para ajudar nessa tarefa, os MCA contam com o apoio de diversos materiais e campanhas como o “Celular de Oração”, incentivos ao voluntariado mirim, e artigos visuais em EVA, flanelógrafo, e outras sugestões de decoração criativa para incentivo à participação nas atividades, feitos com produtos reciclados e de baixo custo. Uma das atrações especiais do evento foi a participação de pregadores mirins, como parte do projeto “Eu Conheço a Minha História”.
As ofertas do próximo trimestre irão para os campos missionários da Alemanha, Turquia e Suíça. “Para incentivo às doações, cada professor pode promover uma apresentação folclórica do país em sua classe, antes ou depois do Informativo das Missões - histórias da vida local”, conta Rosemari Tavares de Oliveira, diretora geral dos MCA da região sul de São Paulo e Vale do Ribeira.

Marli Oliveira Brandt, professora dos Juvenis, motivação é fundamental para essa fase. “Nós professores precisamos desafiar nossos alunos a examinar na Bíblia o verso para decorar, as histórias da lição, e a colocar em prática os princípios cristãos”, observa. “Com motivação, eles se expressão, se abrem, e aí o ensino fica muito mais fácil”, conclui.

Com os adolescentes, o desafio é conquistar a amizade. “Quando você consegue ser amigo dos adolescentes, as portas se abrem para o evangelho”, diz o analista de crédito Rafael Rey-Rey, que há cinco anos lida com os adolescentes de sua igreja. Para o auxiliar de expedição, Messias de Barros, é importante estender a amizade também aos pais, para mediar conflitos. “Os adolescentes são muito independentes, cada vez mais cedo. Dar muito carinho ajuda a cativar o coração, e eles baixam a guarda também em casa”, destaca Barros, diretor do MCA.

Após as aulas todos participaram da feira de  materiais de apoio, cujo conteúdo e orientações ajudam personalizar e padronizar as atividades da Escola Sabatina conforme as recomendações do método Elo da Graça.

Os líderes e professores que tiverem depoimentos e testemunhos interessantes sobre o desenvolvimento do seu trabalho, devem entrar em contato os jornalistas Danielson Roaly (2128-1170) ou Débora Carvalho (2128-1171), e-mail
imprensa@paulistasul.org.br, ou ainda pela seção Fale Conosco, deste site. Os depoimentos podem vir a ser publicados no site ou Jornal Paulista Sul.

Clique aqui e veja todas as fotos do evento

Os materiais de apoio, apostilas e moldes estão disponíveis na seção de downloads na página dos MCA.

Débora Carvalho


  Envie a um amigo

Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial