Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Sexta-Feira,
21 de Setembro de 2018




Trabalhe Conosco
Estudantes do Unasp auxiliam comunidade indígena

Cidadania: Para muitos, as férias escolares são sinônimo de sombra e água fresca. Mas um grupo de estudantes decidiu aproveitar esse período para auxiliar comunidades carentes. Entre os dias 15 e 31 de julho, 44 universitários do Unasp e profissionais voluntários participaram do Projeto Iny Mahadu, mais conhecido como Projeto Karajás, na Ilha do Bananal, Tocantins.

Durante 15 dias, os alunos de diversos cursos do Unasp deixaram o conforto de casa para trabalhar como voluntários junto à comunidade indígena das aldeias Fontoura e Santa Izabel. Às margens do rio Araguaia, próximo ao município tocantinense São Felix do Araguaia, os jovens ofereceram atendimento médico, odontológico e nutricional aos índios da comunidade Iny. O trabalho teve a supervisão e o acompanhamento dos profissionais da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), órgão federal responsável pela saúde dos povos indígenas.

Saúde e educação

De casa em casa, oito integrantes da equipe de enfermagem e duas profissionais da Funasa, procuraram descobrir casos de hipertensão e glicemia nos moradores das aldeias. Além disso, os estudantes ministraram palestras sobre aleitamento materno, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's) e drogas. Também vacinaram crianças e adultos contra gripe, hepatite, sarampo, entre outras doenças. Foram atendidas 450 pessoas de 123 residências. Os dados coletados serão analisados pelas enfermeiras da Funasa com o objetivo de um trabalho posterior.

Aliadas ao trabalho de enfermagem, alunas do curso de Nutrição realizaram palestras sobre alimentação materna, pesaram e mediram crianças e mulheres, passaram orientações sobre os alimentos apropriados para diabéticos e hipertensos, além de distribuírem sementes para a construção de hortas. Paralelo ao trabalho de saúde, três educadores físicos realizaram campeonatos de futebol entre os moradores das aldeias e distribuíram medalhas e troféus para os vencedores.

Os alunos do curso de Biologia coletaram lixo na região e ensinaram aos índios, por meio de palestras e dinâmicas de grupo, sobre a importância da preservação do meio ambiente. Um dos principais problemas identificados na aldeia foi o excesso de lixo espalhado entre as cabanas, local onde residem as famílias. Os estudantes distribuíram cestos de lixo em 55 casas visitadas. A fim de prevenir e proteger as crianças contra a sarna em cães, os alunos vacinaram 536 cachorros e deram brindes para as famílias, principalmente produtos de higiene pessoal.

O projeto ofereceu também a comunidade Iny atendimento odontológico nas aldeias visitadas. A odontologista Eliana Molina participou do projeto como voluntária e além de fazer procedimentos cirúrgicos e aplicação de flúor palestrou para crianças e adultos sobre escovação correta e cuidados com os dentes. De acordo com Eliana, participar do projeto foi muito gratificante. “Os nossos irmãos índios necessitam muito de nossa ajuda e respeito, participando desse projeto acredito ter ajudado a comunidade Iny e isso é muito gratificante”, salienta.

Escola Cristã de Férias

Durante a semana, as crianças puderam participar da escola cristã de férias. Sob o comando das estudantes do Unasp a molecada brincou, estudou e ouviu histórias da Bíblia. De acordo com a responsável pela escolinha, Diane Rodor, trabalhar com os menores foi uma experiência única, pois a criança Iny além de possuir habilidades para a arte é muito carinhosa e participativa.

Esta é a quarta edição do projeto Unasp/Iny Mahadu, que acontece durante as férias de julho. O coordenador do projeto, pastor José Maria Barbosa, além de mobilizar jovens em prol da ajuda humanitária, conseguiu também o apoio de empresários que mantêm a iniciativa. Ele afirma que o principal objetivo desse programa é integrar os alunos do Unasp a uma comunidade diferente, respeitando os limites culturais e estabelecendo uma relação de amizade. “Ao participar do projeto Iny Mahadu o estudante do Unasp aprende a respeitar a cultura do índio e  cria uma relação de amizade por meio do trabalho realizado nas aldeias”, ressalta.

Quem quiser participar do projeto Unasp/Iny Mahadu em 2007 deve procurar a Pastoral Universitária num dos três campi do Unasp ou ligar no (19)-2118-8035.

 Paulo Mondego


  Envie a um amigo

Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial