Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Domingo,
22 de Abril de 2018




Trabalhe Conosco
Projeto Conexão promove inclusão social e solidariedade

A Seleção Brasileira de Vôlei Paraolímpico esteve no ginásio do Colégio Adventista de Taboão da Serra, na última sexta-feira, 26 de maio. A equipe demonstrou um campeonato de vôlei diferente e mostrou que determinação e alegria fazem a diferença e ajudam superar as dificuldades e limitações físicas.

Esteve presente o ex-jogador de vôlei, Amauri Ribeiro, que ganhou medalha de prata em 1984, em Los Angeles , e medalha de ouro em 1992, nas Olimpíadas de Barcelona. “As pessoas portadoras de necessidades especiais podem desenvolver sim suas habilidades e exercer papéis importantes na sociedade”, disse Ribeiro aos alunos.

Atualmente, o ex-jogador trabalha na captação de recursos e patrocínios para a seleção de atletas paraolímpicos, a fim de prover meios para que eles participem dos jogos. Os alunos contribuíram comprando ingressos, somando 500 reais, que foram doados ao caixa dos atletas.

“Achamos que seria interessante colocar os nossos alunos em contato com pessoas portadoras de necessidades especiais, para que pudessem perceber que, quando elas desenvolvem as habilidades, podem praticar atividades diversas, sem nenhum problema”, explica a coordenadora pedagógica do Colégio, Rosane Herodek. Segundo ela, o melhor momento foi o jogo dos alunos com a equipe convidada. “Eles sentaram no chão para jogar com os atletas que tiram as próteses e jogam sentados, e a receptividade foi emocionante. Parecia ser um grupo de amigos jogando juntos.”

A visita dos atletas paraolímpicos foi parte do projeto pedagógico “Conexão – com Deus, com o próximo, com o futuro e com a vida”, que trabalha a inclusão social e o voluntariado. “Há um mês iniciamos uma campanha para motivar os alunos a serem voluntários em causas sociais”, conta Rosane. O Colégio adotou a entidade Cajec (Casa José Eduardo Cavichio), que assiste crianças e adolescentes, carentes de todo o país, portadoras de câncer. Em junho, a tarefa é arrecadar fraldas e cobertores para a entidade.

Além de atender essas necessidades básicas, os alunos também doam companhia e talentos, o que gera a conexão com o próximo. “Na visita ao Cajec, os alunos perceberam que as crianças ficavam a tarde toda sem ter o que fazer, só deitadas. E estão se agitando para fazer jogos e brincadeiras, oficinas de arte e de leitura. Estão desenvolvendo um projeto que será implantado em breve”, relata a coordenadora. O projeto se desenvolve até dezembro. 



Débora Carvalho


  Envie a um amigo

 Veja também
  Jovens de Itapecerica desenvolvem projeto "Transformando sua casa"
  Michelson Borges entrevista Marcos César Pontes, que afirma crer em Deus
  Tweens: a primeira geração interativa
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial