Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Domingo,
23 de Setembro de 2018




Trabalhe Conosco
Igreja precisa se responsabilizar pela comunidade

clique aqui para ver as fotos

Campo Limpo, São Paulo: A igreja responsável pela comunidade – esta foi a idéia defendida no Encontro Regional de Oficiais de Igreja (Eroi) do último domingo, na Escola Adventista de Campo Limpo. Segundo o pastor-geral para a região Sul de São Paulo, Ronaldo de Oliveira, “enquanto a igreja não transformar o seu bairro”, ainda não cumpriu a sua missão.

Este ponto de vista contagia pessoas em diversos pontos da região Sul da capital e do Estado de São Paulo. O pastor Tito Hojas instrui as pessoas de sua igreja moradores de prédios que visitem todos os apartamentos dizendo que estão à disposição para ajudá-los no que for necessário.

Neste raciocínio, o pastor não seria responsável apenas pela igreja, mas por toda a região onde atua. É o que pensa o pastor Wilson Pereira, de Campo Limpo. Aproximou-se de um bar perto da igreja, dizendo: “Eu sou o pastor da igreja aqui perto e cuido dessa região. Eu quero dizer que sou o pastor de vocês e podem contar comigo”. Agradecidos, os rapazes do bar falaram depois: “pode deixar, pastor, que a gente guarda o seu carro. Deixe o seu carro aí na frente”.

Na reunião geral do Eroi, o pastor Wilson trouxe um amigo ilustre. Adevair Mariano Rosa, 48. “Mariano”, como prefere ser chamado, por “ser mais fácil” é presbítero numa igreja evangélica pentecostal. Interessado pela igreja adventista, aceitou um convite para um estudo bíblico às oito horas da manhã do domingo e participou em seguida da reunião geral do Eroi.

“Eu observava as pessoas entrando aqui e sempre senti no coração vontade de participar. Vim e me senti bem (...) Um agente de esperança leva a Palavra de Deus. Eu senti que Deus verdadeiramente está trabalhando e vai trabalhar através desse AGente da Esperança.” – diz Mariano.

Na reunião, o pastor Fernando Antal, da região de São Judas Tadeu, contou sobre uma casa noturna que fechou. Através de uma amizade com o dono da casa e estudos bíblicos, a danceteria parou de funcionar. O dono mudou de negócio.

“Deus nos outorgou luz não para o nosso proveito exclusivo. Igreja não é prédio. Igreja são as pessoas. Quem ainda falta ouvir o evangelho na minha rua, na minha cidade? Deus nos deu luz não para o nosso proveito exclusivo, mas para derramar luz” – completa o pastor Ronaldo.

Diogo Cavalcanti


  Envie a um amigo

Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial