Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Sexta-Feira,
20 de Julho de 2018




Trabalhe Conosco
Igreja precisa se responsabilizar pela comunidade

clique aqui para ver as fotos

Campo Limpo, São Paulo: A igreja responsável pela comunidade – esta foi a idéia defendida no Encontro Regional de Oficiais de Igreja (Eroi) do último domingo, na Escola Adventista de Campo Limpo. Segundo o pastor-geral para a região Sul de São Paulo, Ronaldo de Oliveira, “enquanto a igreja não transformar o seu bairro”, ainda não cumpriu a sua missão.

Este ponto de vista contagia pessoas em diversos pontos da região Sul da capital e do Estado de São Paulo. O pastor Tito Hojas instrui as pessoas de sua igreja moradores de prédios que visitem todos os apartamentos dizendo que estão à disposição para ajudá-los no que for necessário.

Neste raciocínio, o pastor não seria responsável apenas pela igreja, mas por toda a região onde atua. É o que pensa o pastor Wilson Pereira, de Campo Limpo. Aproximou-se de um bar perto da igreja, dizendo: “Eu sou o pastor da igreja aqui perto e cuido dessa região. Eu quero dizer que sou o pastor de vocês e podem contar comigo”. Agradecidos, os rapazes do bar falaram depois: “pode deixar, pastor, que a gente guarda o seu carro. Deixe o seu carro aí na frente”.

Na reunião geral do Eroi, o pastor Wilson trouxe um amigo ilustre. Adevair Mariano Rosa, 48. “Mariano”, como prefere ser chamado, por “ser mais fácil” é presbítero numa igreja evangélica pentecostal. Interessado pela igreja adventista, aceitou um convite para um estudo bíblico às oito horas da manhã do domingo e participou em seguida da reunião geral do Eroi.

“Eu observava as pessoas entrando aqui e sempre senti no coração vontade de participar. Vim e me senti bem (...) Um agente de esperança leva a Palavra de Deus. Eu senti que Deus verdadeiramente está trabalhando e vai trabalhar através desse AGente da Esperança.” – diz Mariano.

Na reunião, o pastor Fernando Antal, da região de São Judas Tadeu, contou sobre uma casa noturna que fechou. Através de uma amizade com o dono da casa e estudos bíblicos, a danceteria parou de funcionar. O dono mudou de negócio.

“Deus nos outorgou luz não para o nosso proveito exclusivo. Igreja não é prédio. Igreja são as pessoas. Quem ainda falta ouvir o evangelho na minha rua, na minha cidade? Deus nos deu luz não para o nosso proveito exclusivo, mas para derramar luz” – completa o pastor Ronaldo.

Diogo Cavalcanti


  Envie a um amigo

Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial