Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Domingo,
15 de Julho de 2018




Trabalhe Conosco
Solidariedade também se aprende na escola

Projeto de intercâmbio 2009, além de oferecer experiência cultural e lingüística, insere o aluno em trabalhos que envolvem responsabilidade social, ambiental e voluntariado 

São Paulo, 2 de outubro de 2008

EDUCAÇÃO
Ágatha Lemos 

O projeto de intercâmbio cultural e lingüístico, oferecido pela educação adventista da zona sul de São Paulo, no ano de 2008, levou 100 alunos à Europa. Adolescentes entre o 8.º ano do ensino fundamental e terceiro ano do ensino médio, puderam em Londres, aperfeiçoar a língua inglesa em um curso intensivo de duas semanas.

Além de a experiência ter confirmado a necessidade de dominar outro idioma, os ajudou também a perceber que viver em outro país não é tão difícil como pensavam.

A viagem foi marcada ainda por passeios pela França, momento que agregou valor cultural a cada integrante do intercâmbio.

Preocupados com a formação de nossos alunos e sua preparação para o mercado de trabalho, nossas escolas têm oferecido um programa de imersão cultural e lingüística na Inglaterra, ocasião em que os participantes aproveitam a oportunidade para conhecer países próximos, como a França”, por exemplo, diz o organizador do programa, Rafael Cabral.

 O resultado do programa foi tão positivo que novos projetos já estão sendo desenvolvidos a fim de atender toda a demanda de outras escolas que gostaram da proposta.

Mas, o intercâmbio cultural e lingüístico que será realizado em 2009 tem novos enfoques, ou seja, atividades que englobam responsabilidade social, ambiental e voluntariado.

Um dos planos para o próximo ano tem a ver, por exemplo, com a reforma de colégios, construção de orfanatos e cursos para comunidades carentes do exterior. “Nosso objetivo é proporcionar aos alunos da rede adventista de educação mais que intercâmbios que os preparem para o mercado de trabalho, queremos que eles tenham também contato pessoal com as necessidades das pessoas de outros países de diferentes continentes. Nossa idéia é criar uma troca de experiências solidárias através do voluntariado”, comenta Cabral.

Esta troca solidária significa que os estudantes brasileiros doarão seus esforços em outras partes do mundo, mas poderão, depois, aplicar o mesmo no Brasil, de uma nova maneira ou com novas técnicas. “Sabemos que a Europa é mais desenvolvida no sentido de planejamento para voluntariado, por isso usaremos os nossos recursos, mas aprenderemos igualmente”, explica o coordenador do intercâmbio.

A iniciativa não pára por aí. Há outros planos de ordem sócio-ambiental, em que cursos de aproveitamento e reciclagem de material, aprendidos nas unidades escolares daqui serão introduzidos no exterior. E a recíproca será válida e aceita.

Este tipo de intercâmbio, sem dúvida, é inédito, ainda mais se considerado o fato de que em 2009 serão feitas 8 viagens para 8 grupos, sendo que em cada grupo, pelo menos dois alunos ganharão bolsa para participarem.

É a primeira vez em que um só projeto educacional reúne, ao mesmo tempo, aspectos culturais, lingüísticos, sociais, ambientais e inclusão, ao serem concedidas duas bolsas para alunos carentes das escolas envolvidas. “A bolsa visa preparar novos líderes para os intercâmbios futuros”, destaca Rafael.


  Envie a um amigo

 Veja também
  Clipping: Arrecadação de óleo ajuda família carente - revista Aqui Vip
  Educação Adventista promove intercâmbio cultural e lingüístico
  Pais de alunos indicam valores que serão adaptados ao projeto pedagógico de 2009
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial