Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Segunda-Feira,
16 de Julho de 2018




Trabalhe Conosco
Aventureiros aprendem o verdadeiro sentido do Natal

Com Jesus e sem "papai Noel"

São Paulo, 17 de dezembro de 2007

EDUCAÇÃO
Da Redação


No último fim de semana, de 14 a 16 de dezembro, 600 crianças participaram do 9º Aventuri  da região Sul de São Paulo, onde vivenciaram a história do Natal, sem "papai Noel".  O evento aconteceu em São Sebastião, no Hotel Fazenda Três Poderes. Na programação, musicas de Natal, atividades recreativas sobre a história do nascimento de Jesus, encenação da história bíblica e lições para a vida diária. Na decoração, nada de papai Noel. Foram permitidos apenas símbolos da natureza e objetos relacionados ao aniversariante, Jesus.

Alguns destaques

>>> Foi o primeiro evento coordenado pelo pastor Helbert Almeida, que assumiu o departamento de Jovens na Associação Paulista Sul no segundo semestre de 2007.  Além de ser o primeiro Aventuri  do qual participou, Helbert e a secretária do departamento, Fernanda Vasconcelos, entre outros líderes, foram investidos como aventureiros. O lenço de líder ficou para o próximo evento, após o estudo das matérias. “Eu nunca havia participado de um Aventuri. Foi uma verdadeira aventura, e já aprendi a amar essas crianças e seus líderes.” Claro que ele contou com o apoio do líder associado, pastor Juvennildo Rego, e dos líderes regionais. "Sem o apoio dessa liderança, nada seria possível", agradece.

>>> Participaram 40 clubes de aventureiros e 150 líderes voluntários. Na véspera do evento, Cláudia Rego, entre outros voluntários, passou mais de 24 horas em ação, preparando os materiais que as crianças utilizaram nas provas e gincanas: “Tudo isso nós fazemos porque amamos essas crianças”.

>>> A estrebaria foi o cenário fixo do palco, que se transformou em palácio do rei Herodes e em sinagoga para a cerimônia. A história dramatizada trouxe personagens como o rei que queria matar o bebê Jesus, a fim de não perder o trono, os três reis magos que estudavam as profecias e viram a estrela que anunciava o nascimento do Messias, José e Maria e a dificuldade de encontrar uma hospedagem, os hoteleiros, o comerciante que comprou os presentes a fim de que a família fugitiva sobrevivesse no Egito, e finalizou com a cerimônia de Barmitsvá, onde Cristo ficou dialogando com os doutores da lei por três dias, deixando seus pais desesperados.

>>> A aplicação da história trouxe lições de vida para os aventureiros, e ficou a cargo da professora Cristina Banhara, departamental de educação da rede de escolas adventistas. A partir da história dramatizada, Cristina destacou características que serviam de lição para cada criança. Algumas das recomendações foram:

1º Para ter conhecimento, é preciso estudar as escrituras e as profecias
2º É preciso ficar atento aos sinais de Deus
3º Confiar que Deus irá ajudar a realizar o plano que Ele tem para a sua vida e obedecer a tudo que Ele pedir
4º Saber  tomar decisões e não ser “Maria vai com as outras”
5º Ser bondoso com as pessoas e com a natureza

>>> No sábado pela manhã, na cena em que os magos do oriente encontram Jesus na estrebaria e o adoram e entregam presentes, “Maria” convidou os aventureiros a darem a Jesus o presente mais valioso: “Venham, tragam de presente para Jesus o seu coração e o seu amor”.  Cerca de 200 crianças atenderam ao apelo e foram à frente entregar seu coração a Jesus.

>>> Os aventureiros receberam elogios da administração do hotel, pelo bom comportamento. Apenas uma criança se machucou, por um descuido com a cadeira de balanço do parque recreativo. “Um garoto empurrou a cadeira e não saiu da frente, quando o balanço voltou, acertou sua testa”, relata o líder que o atendeu. Mesmo com a chuva ninguém se machucou porque obedeceram o líder que dizia “não vamos correr para não escorregar.”

>>> Gincanas: entre as 14 brincadeiras cujas atividades envolviam a história do nascimento de Jesus, destacou-se a gincana “Herodes”. O pastor Helbert vestiu-se de “Herodes” e com ajuda de um monitor vestido de soldado tinha que impedir as crianças de passar pelos soldados. As crianças recebiam uma bexiga, que representava um bebê de dois anos para baixo, e tinham que atravessar a linha de “soldados” com o “bebê” a salvo das mãos de Herodes. Outra gincana interessante foi a do “estábulo” , onde cada participante recebia a máscara de um animal e entoava a música “Noite Feliz” com o som da vaca, da ovelha, do jumentinho, do cachorro, do galo, e assim por diante.

O resultado dessa sinfonia, imagens do evento e depoimentos, poderão ser apreciados no DVD que estará à disposição no mês de fevereiro. Você também verá curiosidades, entrevistas, bastidores e o principal: o sorriso da garotada.

Clique aqui para baixar as fotos do evento.


  Envie a um amigo

 Veja também
  Aventureiros e Desbravadores mantém igreja aberta
  Escola Adventista comemora 110 anos no Estado com mega show no Credicard Hall
  Campori reúne treze mil Desbravadores em Barretos
 
 
Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial