Expediente Fale Conosco Nossas Igrejas Departamentos Quem Somos APS On-line Menu Principal Quem Somos APS On-line Departamentos Nossas Igrejas Fale Conosco Expediente

Domingo,
25 de Fevereiro de 2018




Trabalhe Conosco
Biólogos brasileiros conquistam medalhas no México

clique aqui para ver as fotos

Brasil é ouro, prata e bronze na I Olimpíada Ibero-Americana de Biologia, realizada no México
 
São Paulo, 12 de novembro de 2007

EDUCAÇÃO
Da Assessoria de Imprensa

O Brasil conquistou uma medalha de ouro, uma de prata e duas de bronze na I Olimpíada Ibero-Americana de Biologia, realizada na Cidade do México entre os dias 13 e 21 de outubro e promovida Pela Academia Mexicana de Ciências. Os quatro vencedores brasileiros, todos do Ceará, foram selecionados entre mais de 25 mil estudantes de escolas públicas e privadas e concorreram com estudantes da Espanha, Argentina, Bolívia, Peru e México.

Coordenados pelos professores Rubens Oda, membro da Asseciação Nacional de Biosegurança (ANBio) e Claudia Russo, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), os alunos brasileiros também conquistaram a segunda colocação na classificação geral da competição.

A seleção dos participantes aconteceu em três etapas. Na primeira fase foram aplicados testes em diversos colégios do País. Os dois mil primeiros colocados foram pré-selecionados para uma segunda prova que elegeu os 20 primeiros classificados. Estes, então, foram submetidos a uma terceira prova composta de questões práticas e teóricas que, finalmente, elegeu os quatro finalistas para representar o Brasil na I Olimpíada Ibero-Americana de Biologia.

Segundo o professor Rubens Oda,  após o resultado excepcional da equipe brasileira, a comissão julgadora sugeriu que a segunda edição da Olimpíada, em 2008, aconteça no Brasil. "Esperamos que as autoridades e a sociedade se mobilizem para trazer tão importante evento pela primeira vez ao nosso país. Além disso, pretendemos unir esforços para continuar esse trabalho e capacitar nossos alunos para que possam, em um futuro próximo, tornarem-se cientistas ou, simplesmente, melhores cidadãos capazes de entender a importância do desenvolvimento científico da biologia, bem como da conservação do meio ambiente", conclui o professor.

Ícaro Campos e Cláudia Cristina Araújo ganharam medalhas de bronze. Anderson Brasil conquistou uma medalha de prata e Pedro Bessa ganhou uma das duas únicas medalhas de ouro, a outra ficou com o representante do México. A organização e o apoio aos campeões brasileiros foram da Associação Nacional de Biosegurança (ANBIO) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Saiba mais sobre as Olimpíadas de Biologia no site oficial da Olimpíada Brasileira  de Biologia: www.anbiojovem.org.br


  Envie a um amigo

Site UCB Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial Escolas Adventistas Portal Adventista Página Inicial